Tudo o que um lápis pode conter

Espaço de partilha sobre as actividades de Expressão como Actividades Globalizantes e Interdisciplinares fundamentais no desenvolvimento da criança. Teve por base a acção de formação que já partilhei ao longo de alguns anos, mas pretende-se ir mais além...Compreender a arte da criança, simplesmente respeitando-a, nesse acto individualizado de expressão
livre, que só a si lhe pertence e como tal deve ser respeitado.
Espaço ainda para a literatura infantil como mediador e receptor da expressão livre e espaço para a arte em geral!



quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Afinal o Caracol... não é um espetáculo para bebés...

Andante é uma companhia de teatro que tem como objectivo principal a promoção da leitura, a sedução de leitores. Transformam livros de poesia, romances, contos, em espetáculos de teatro.
No seu site pode-se encontrar o que dizem deles:
"... uma das grandes dificuldades que encontramos, é conseguir explicar aos outros, por palavras, aquilo que somos e o que fazemos. O nosso trabalho não se encaixa em rótulos já existentes e ainda não conseguimos inventar um para nós. (...) Os textos que usamos – poemas, principalmente - são representados e não declamados. Somos até contra a declamação.(...) Parece teatro, não parece? E é.
Aos livros retiramos as palavras, depois envolvemo-las na sua própria sonoridade e acrescentamos sons e músicas. Misturamos tudo e servimos sob a forma de espetáculo teatral."

Sediados em Alcochete passam a maior parte do tempo a percorrer o país. Levam o trabalho muito a sério mas divertem-se muito. 
Sobre esta última frase está toda a essência deste projeto, recentemente criaram um espetáculo de promoção da leitura para bebés - Afinal o Caracol, com poesia de Fernando Pessoa, música de Joaquim Coelho e ilustrações de Mafalda Milhões no cartaz e execução de livro, revelam-nos o quanto se divertem enquanto divertem os que assistem.

Afinal o Caracolrevela-nos em cena a  história de um caracol, das cócegas que ele fazia, de como ele virava e girava, e de como acabou por não cair.
Sobre este espetáculo referem "
Brincamos com as palavras. São o nosso brinquedo favorito. Brincamos com a música das palavras, com a leveza das palavras, com o tamanho das palavras, com a pressa e a lentidão das palavras e também... com o silêncio."


afinal o Caracol...
25 minutos - dos 6 meses aos 3 anos
 







Mas Afinal o Caracol não é para crianças dos 6 meses aos 3 anos...



é para todos aqueles que se deliciam nas palavras da poesia, se enternecem na sonoridade das palavras, na beleza das expressões faciais, no riso que abre as portas do sentido para a vida, na ambiguidade que possibilita outras leituras e interpretações.

Isto se nos centrarmos apenas no que visualmente nos é oferecido, e não me alargar à música de Joaquim Coelho que nos embala e enternece ou ao livro fabuloso criado pela Mafalda Milhões

Não existem palavras para descrever a beleza indescritível de um espetáculo que é perfeito. Extremamente bem pensado, encenado por Fernando Ladeira, para resultar de modo simples e ser soberbo!!  Por isso mesmo desenganem-se com a indicação da faixa etária no cartaz. É um espetáculo que comove de tanto deliciar pequenos como graúdos.
Parabéns Andante Associação
Não posso deixar de felicitar, com um carinho muito especial, a Cristina Paiva,  na representação deste espetáculo, que de modo sublime, como já nos habituou, constrói imagens que remetem ao nosso imaginário e para a qual não existem mais sinónimos senão a palavra deslumbrantemente belo e harmoniosamente provocador aos nossos sentidos.




Para finalizar, podemos levar para casa o CD, este não é só uma banda sonora do espetáculo, constitui por si só uma beleza estética audível que completa as nossas emoções e reminiscências infantis.




(...) quando lemos versos que são realmente admiráveis, realmente bons, temos a tendência para o fazer em voz alta. Um verso bom não permite ser lido em voz baixa, ou em silêncio. Se pudermos fazê-lo, não é um verso válido: o verso exige ser pronunciado. O verso recorda sempre que foi uma arte oral antes de ser uma arte escrita, recorda que foi um canto.
Jorge Luis Borges

ECOS

Afinal o Caracol
Elvira Silva
"Afinal o Caracol é o espetáculo mais recente da Andante, companhia de teatro que tem como principal objetivo a sedução da leitura, transformando em espetáculos de teatro o que leem em livros de poesia, romances ou contos.
Brincam com as palavras, criam novas roupagens com música e movimento, dão-lhes outra sonoridade, brincando com os seus sons ou mesmo com o silêncio.
Afinal o Caracol, com poesia de Fernando Pessoa, é a história de um caracol, das cócegas que ele fazia, de como se virava e girava, um espetáculo indicado de promoção da leitura para bebés.
No entanto, desenganem-se! Quem assiste a este espetáculo pode confirmar que Afinal o Caracol não é para crianças dos 6 meses aos 3 anos. É para todos aqueles que se deliciam com as palavras da poesia, se enternecem com a sonoridade das palavras, com a beleza das expressões faciais, com o riso que abre as portas do sentido para a vida, com a ambiguidade que possibilita outras leituras e interpretações.
E isto apenas se nos centrarmos no que visualmente nos é oferecido pela Cristina Paiva na sua representação deste espetáculo, que, de modo sublime, constrói imagens que remetem ao nosso imaginário, tornando-o deslumbrantemente belo e harmoniosamente provocador dos nossos sentidos. Para além da representação existe a música alegórica de Joaquim Coelho, que nos embala e enternece, ou o livro fabuloso criado pela Mafalda Milhões.
Impossível encontrar as palavras certas para descrever a beleza de um espetáculo perfeito, extremamente bem pensado, encenado por Fernando Ladeira, para resultar de modo simples e ser inaudito! Por isso mesmo desenganem-se com a indicação da faixa etária no cartaz. É um espetáculo que comove, de tanto os deliciar, pequenos e graúdos.
Para além disso, existe ainda o CD, que não é apenas a banda sonora do espetáculo, constituindo um objeto de beleza estética audível que completa as nossas emoções e reminiscências infantis.
 Elvira Cristina Silva

Texto publicado no CEI n.º 97 (Setembro/Dezembro 2012) rubrica Ecos (pág. 29)

Sem comentários:

Publicar um comentário

Leituras

Leituras
Os livros que se seguem apresentam as minhas opiniões sobre os mesmos. Exclusivamente o que o "meu lápis pode conter". EC

O Rei Inchado

O Rei Inchado
clicar na imagem para ler o post

Todos os escritores do mundo têm a cabeça cheia de piolhos

Todos os escritores do mundo têm a cabeça cheia de piolhos
clicar na imagem para ler o post

Gigante Gigantão

Gigante Gigantão
clicar na imagem para ler o post

O pato amarelo e o gato riscado

O pato amarelo e o gato riscado
clicar na imagem para ler o post

CINCO PAIS NATAIS E TUDO O MAIS

CINCO PAIS NATAIS E TUDO O MAIS
clicar na imagem para ler o post

A ferramenta que faz os contos

A ferramenta que faz os contos
clicar na imagem para ler o post

O caderno do avô Heinrich

O caderno do avô Heinrich
clicar na imagem para ler o post

PEQUENO LIVRO DAS COISAS

PEQUENO LIVRO DAS COISAS
clicar na imagem para ler o post

achimpa

achimpa
clicar na imagem para ler o post

Tu tens direito

Tu tens direito
clicar na imagem para ler o post

O meu avô

O meu avô
clicar na imagem para ler o post

"um, dois, três, conta lá outra vez"

"um, dois, três, conta lá outra vez"
clicar na imagem para ler o post

Minhamãe

Minhamãe
clicar na imagem para ler o post

Tous les chats

Tous les chats
clicar na imagem para ler o post

A Locomotiva

A Locomotiva
clicar na imagem para ler o post

ERA UMA VEZ UM CÃO

ERA UMA VEZ UM  CÃO
clicar na imagem para ler o post

Do outro lado do mundo

Do outro lado do mundo
clicar para ler o post

Apresento-vos KLIMT

Apresento-vos KLIMT
clicar na imagem para ler o post

O amor e a amizade

O amor e a amizade
clicar na imagem para ler o post

A História de Van Gogh. O rapaz dos girassois

A História de Van Gogh. O rapaz dos girassois
clicar na imagem para ler o post

Eu sei tudo sobre as mamãs

Eu sei tudo sobre as mamãs
clicar na imagem para ler o post

o Livro da Avó

o Livro da Avó
clicar na imagem para ler o post

As partidas do Sebastião

As partidas do Sebastião
clicar na imagem para ler o post

Papá, diz-me porque não andam as Zebras de patins?

Papá, diz-me porque não andam as Zebras de patins?
clicar na imagem para ler o post

O Meu e o Teu

O Meu e o Teu
clicar na imagem para ler o post

Zé Pimpão, o «Acelera»

Zé Pimpão, o «Acelera»
clicar para ler o post

As Férias do Pai Natal

As Férias do Pai Natal
clicar para ler o post

De Que Cor É o Desejo?

De Que Cor É o Desejo?
clicar na imagem para ler o post

Músicos contados aos jovens

Músicos contados aos jovens
clicar na imagem para ler o post

O Livro da Avó

O Livro da Avó
clicar na imagem para ler o post